• Para deputado federal Rubens Otoni, a oposição de Cunha (PMDB) não é novidade Segunda-feira, 03/08/2015 às 09:44:52

    Letícia Jury

    Uma das notícias de política que ganhou as páginas dos jornais no último domingo foi o possível afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, em decorrência da suspeita de que ele teria recebido propina do esquema de corrupção da Petrobrás. No entanto, nas úlitmas semanas outro assunto também foi amplamente debatido, o pronunciamento de Cunha de que estaria 'rompendo' com a presidente Dilma. 

    O deputado federal Rubens Otoni, que foi ouvido pela Rádio São Francisco, disse que recebe tais declarações sem surpresa, já que Cunha "nunca fez parte do Governo Federal", inclusive faz parte da ala dos peemedebistas que apoiaram Aécio Neves nas últimas eleições. "Quando ele foi eleito presidente da Câmara, ele foi eleito contra o candidato da presidente Dilma. Então ele não está fazendo nada de novidade. Ele sempre foi oposição ao governo", disse. 

    Rubens Otoni disparou ainda: "essa posição de mais radicalidade, ele está tomando porque está sendo investigado pela Justiça. Enquanto são os outros a serem investigados é uma coisa, agora quando é ele, é diferente". Otoni diz ainda que o PT não teme ameaças e que a presidente Dilma está tranquila quanto aos ajustes fiscais, a retomada da economia, tem lançado planos de desenvolvimento e investimentos de logística, dentre outros, como a terceira etapa do Minha Casa Minha Vida. "Este segundo semestre será de retomada do crescimento do país", aposta.